Imprinting

imprinting-significadoArtigo publicado na REVISTA AGROMIDIA

Olá prezado leitor! É com imenso prazer que eu passo a assinar esta coluna na Revista AgroMidia, e daqui para frente teremos um encontro marcado a cada dois meses onde o assunto será sempre algo que apaixona a todos nós: CAVALOS!!

Pensei muito sobre qual seria o melhor tema para começar esta coluna, e cheguei a seguinte conclusão: muitas pessoas me procuram para tirar dúvidas as mais variadas possíveis sobre cavalos, e sempre tento responder a todas as perguntas, mas o correto mesmo seria dar aos meus leitores uma visão geral de todo o processo ao se lidar e treinar cavalos, desde o início, até o cavalo pronto, já treinado e maduro, e chegando até a velhice dos nossos queridos amigos. Portanto, resolvi que a cada edição da revista, vou falar de uma etapa do processo, assim voces podem ir acompanhando e tendo uma visão geral do processo como um todo. Desta forma, nosso primeiro tema vai lá no início de tudo, ao nascimento do potro e vamos falar sobre uma técnica chamada IMPRINTING.

IMPRINTING é uma técnica desenvolvida pelo veterinário americano Dr. Robert Miller. Esta tecnica parte do princípio de que logo ao nascer, o potro não conhece o mundo em que vivemos, e ainda não desenvolveu seus medos e instinto de fuga. Na verdade, quem vai ensinar ao potro o instinto de sobrevivência e o instinto de fuga é a égua. Potros aprendem muito rápido imitando a mãe, repetindo cada gesto que ela faz.

Conceito de Imprinting

Assim, Dr. Robert Miller desenvolveu esta técnica que resume-se ao seguinte: se logo ao nascer, você pega o potro no colo, antes mesmo de ele dar a primeira mamada na égua, e começa a manusea-lo, mexendo nas orelhas, focinho, boca, patas, alisando e passando a sua mão por todo o corpo do potrinho, ele vai aprender que o ser humano não representa um perigo a ele, e não desenvolve o medo.

Esta técnica deve ser repetida durante 30 dias, em sessões de 15 a 20 minutos, e depois o potro pode ser solto no pasto junto com a égua para crescer e se desenvolver.

Segundo os estudos e pesquisas do Dr. Miller, todos os potros que foram submetidos a esta técnica, ao completarem 2 anos e chegarem na idade da doma, tornaram-se potros dóceis e fáceis de serem domados e ensinados, pois já não tinham o fator medo do ser humano como um complicador a ser vencido no processo da doma.

Na minha experiência com meus próprios potros, essa técnica tem se comprovado excelente, e realmente funciona, fazendo com que os potros fiquem extremamente dóceis, brincalhões, curiosos com o ser humano, e isso é fundamental na hora da doma, e eu explico o por que:

Um potro com medo do ser humano vai sempre tentar fugir, escapar do que ele considera um perigo. E enquanto ele esta com medo, não vai aprender nada, sempre vai estar tentando fugir daquilo que lhe provoca o medo, ou seja, o ser humano. Neste caso, antes de iniciar a doma é preciso conquistar a confiança do potro, pois só a partir do momento em que ele confia em você é que ele começa a aprender o que queremos ensinar a ele.

Facilitando a Doma

Portanto, a técnica de IMPRINTING nos faz ganhar tempo no momento da doma, e o potro pode rapidamente ser montado com pouquissimas reações, e está pronto a aprender tudo o que temos a ensinar a ele.

Infelizmente, no Brasil, temos o habito de deixar as eguas parirem soltas no campo e criarem seus potros alongadas, com pouco ou nenhum contato com o ser humano. Com isso, a maioria dos potros que chegam a idade de doma são animais arredios, medrosos, e que não confiam nem um pouco no ser humano, demandando muito mais tempo do domador e também mais paciência.

Proprietários e criadores deveriam estar mais atentos a isso, pois além de a técnica de IMPRINTING ser o início certo do manejo de potros, produzindo animais que, se não forem estragados posteriormente com treinamentos errados, se tornarão animais calmos e confiáveis para o resto da vida, ela também representa uma economia de tempo na doma e consequentemente uma econonia financeira importante para quem tem grandes plantéis e quantidades razoáveis de potros para doma todos os anos.

Nos meus potros eu tenho aplicado a tecnica de IMPRINTING com grande sucesso. Mas o trabalho não termina aí. Este é apenas o começo de um processo, a primeira de todas as etapas necessárias para se produzir um cavalo adulto bem treinado, calmo, confiável e que responde tranquilamente a todos os comandos do cavaleiro.

Na sequência do trabalho de IMPRINTING, temos as técnicas de MANEJO DE POTROS APÓS O DESMAME, outra parte do processo que vai levar a uma doma perfeita. Mas este é um assunto para a próxima edição da revista. Aguardem!

CRÉDITOS: Sergio Moraes é treinador de cavalos profissional, com vários anos de experiência em doma natural, treinamento de cavalos para rédeas e três tambores, além de ter sido cavaleiro de hipismo na modalidade de salto. Sergio viveu e trabalhou nos Estados Unidos durante 8 anos, onde se formou treinador certificado pelo programa do renomado Jonh Lyons, sendo o único na América Latina a possuir esta qualificação. Com mais de 100 cursos ministrados no Brasil e exterior, além de palestrante convidado em diversas faculdades de veterinária, Sergio mantém um centro de treinamento na cidade de Araçatuba,SP, onde oferece serviços de doma e treinamento de cavalos para rédeas e três tambores, bem como aulas para cavaleiros iniciantes e avançados, além de diversas possibilidades de cursos individuais ou em grupos com alojamento em seu próprio rancho.

Eventos

  Araçoiaba da Serra
São Paulo
 
  • Clínica de Rédeas
  • Curso de Doma Natural e Iniciação de Potros
  • Curso de Equitação Western
  • Curso de Três Tambores
  Saiba Mais

Parceiros

*Photos by: Charles Hilton - USA, Lu Vargas - Brasil, Inês Croci - Argentina